Redução da pegada de carbono: que tendência é essa?

É impossível negar que as mudanças climáticas já causam suas consequências em todos nós, porém com a agenda ESG se tornando cada vez mais forte no mundo dos negócios, as empresas estão fazendo a lição de casa para diminuir o impacto socioambiental de suas atividades.

Recentemente, uma grande varejista de moda anunciou emissão negativa de carbono ao adotar uma rotulagem climática em seu e-commerce.

Para que a iniciativa fosse possível foi preciso estudar toda a cadeia de fornecimento da varejista: desde a matéria-prima utilizada nos itens vendidos até o transporte e a entrega. Viu a importância do gerenciamento?

Uma pegada de carbono é o total de emissões de gases de efeito estufa causadas por um indivíduo, evento, organização, serviço, local ou produto, expresso como dióxido de carbono (CO2) e é calculada somando as emissões resultantes de cada estágio da vida útil de um produto ou serviço (produção de material, fabricação, uso e fim de vida)

Existem muitas maneiras de uma empresa reduzir sua pegada de carbono. Visualizar a cadeia de fornecimento por meio de lentes ambientais é algo que todas as empresas precisam fazer. 

Como reduzir a pegada de carbono na prática?

Algumas táticas ajudarão uma companhia a se tornar uma empresa zero carbono. Por exemplo: optar por embalagens de material reciclado. Há benefícios em fazer mudanças como essa, além de salvar o planeta. Há um material, chamado de palha de trigo, que requer menos energia e custo do que a embalagem tradicional. 

Substituir lâmpadas antigas pelas de LED e você terá uma conta de luz menor, enquanto diminui sua pegada de carbono.

Evitar o desperdício de alimentos. Talvez você não seja uma empresa de alimentos, então isso não se aplica a você, certo? Errado! A redução do desperdício de alimentos vai além da produção de alimentos. Como? Apoiando as empresas locais que trabalham com os agricultores da região. Ao reduzir as necessidades de transporte, sua empresa reduz o desperdício relacionado com alimentos.

Apoiar as energias renováveis, como solar e eólica. No entanto, esta não é uma opção para todas as empresas. O que pode ser feito é a compensação de carbono. 

As compensações de carbono são programas ou projetos com o objetivo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e dióxido de carbono. Muitas grandes empresas já usam para cumprir os limites de emissão a que estão sujeitos. Alguns projetos de compensação de carbono incluem energia renovável e reflorestamento.

Conclusão: Algo deve ser feito e não só porque os consumidores estão mais exigentes buscando produtos e serviços mais sustentáveis, mas porque já estamos sofrendo as consequências das mudanças climáticas. Mudar atitudes significa não apenas o êxito financeiro, como também o bem-estar da sociedade e do planeta. 🌿🌎

leia mais | relacionados

Digital supply chain está no Top 10 principais tendências do setor para 2024

A cadeia de fornecimento automatizada conquistou o primeiro lugar nas tendências de 2024 e ganhou destaque porque é vista como a espinha dorsal para a racionalização de várias atividades dessa operação. Por exemplo, as tecnologias substituíram o papel e os […]

continue lendo aqui

Analytics da cadeia de fornecimento: como funciona?

Na economia de hoje, os consumidores têm expectativas mais altas do que nunca, e os varejistas estão sob pressão crescente para fundir os canais de compra, a fim de fornecer uma experiência de compra mais simplificada para seus clientes. O […]

continue lendo aqui

Como a IA (Inteligência Artificial) está transformando a cadeia de fornecimento

Os benefícios do uso da IA – inteligência artificial para gerenciamento das cadeias de fornecimento.

continue lendo aqui
💬 Dúvidas? Nos envie uma mensagem!